logo2.png

Palimpsesto 

"Pergaminho medieval em que por raspagem, se fazia desaparecer a primeira escrita para nele escrever uma nova mensagem ou a mesma mensagem com linguagem atualizada".  
A definição da palavra tirada do dicionário retrata nosso objetivo Musical: Buscar novos caminhos e tentar dentro do ponderável, dar às antigas músicas uma nova roupagem.

62fb20889604462f85630fd4f29b509a.jpg

Grupo Palimpsesto

  Quarteto formado em 2007 cujo repertório abrange desde composições latinas de diversos países a temas de filmes, incluindo ainda ária de ópera, MPB, além de composições próprias, tudo sempre interpretado com os típicos instrumentos andinos como quena, zampoña, charango, tiple, cuatro, etc, associados aos clássicos: violão, baixo, flauta transversal, clarinete, com arranjos próprios.
O Grupo Palimpsesto tem sido requisitado desde 2009 por diversos maestros para apresentarem a obra La Misa Criolla, de Ariel Ramirez, obra para grupo latino, coro e tenor solista (integrante do grupo). Maestros como Martinho Lutero, Hermes Coelho, Cláudia de Queiroz, Ricardo Barbosa, Sérgio Wernec, e em duas edições da VIRADA CULTURAL, em 2012 e em 2016 .
Outras apresentações:
Sesc Bertioga, Sesc Osasco, Praça das Artes, Fundação Emma Klabin, Casa de Cultura de Bertioga, Teatro Décio de Almeida Prado, Teatro da Vila, Teatro do Sesi (paulista), Catedral da Sé, Catedral de Campinas, CEUs de Alvarenga, Capão Redondo, Cantos do Amanhecer, Parelheiros e Três Pontes.
Este ano a América Latina comemora os 100 anos do nascimento da compositora chilena Violeta Parra e o Grupo Palimpsesto preparou uma apresentação especialmente dedicada a ela, interpretando suas principais canções e contando um pouco de sua trajetória artística.